Descubra Detalhes da Teoria de Dow, Você Não Pode Perder Essa!

Teoria de Dow – Análise Técnica e Análise Gráfica

Teoria-de-Dow Descubra Detalhes da Teoria de Dow, Você Não Pode Perder Essa!Ao longo do tempo eu venho criando alguns estudos e ampliando a biblioteca da sala de estudos do “Estrategista”. Essa sala tem ajudado e os estudos tem crescido em nível de conteúdo. Hoje pretendo falar sobre a Teoria de Dow. Espero que você goste e te ajude bastante.

Muitos conhecem a análise gráfica e a usa no seu dia a dia. Contudo, a maioria também a conhece como análise técnica. Porém poucos sabem a diferença entre as duas.

Eu mesmo quando comecei, e até quando decidi mudar o rumo de minhas operações, achava que era tudo a mesma coisa, mas não é.

Se fossemos classificá-las poderíamos jogar a análise gráfica mais para a psicologia. E, a análise técnica para cálculos  (matemáticos).

Quem usa a análise técnica, é porque visa acompanhar os preços e a estatística está presente em sua vida e isto resulta em osciladores e indicadores como; médias móveis, macd, ifr e outros…

Agora aqueles que usam análise gráfica, é porque tem o desejo de dominar e saber como o “povão” (a massa) se comporta. Eu diria que esse personagem usa somente os gráficos de preços.

Esse cidadão procura ver nesses gráficos, os padrões, as configurações reversivas, as linhas de tendências, ele quer e tem a intenção de mapear o comportamento emocional da multidão de investidores.

Agora sim, sabendo da diferença dessas duas escolas, podemos pensar em entender a Teoria de Dow. Além do que, é muito importante estudar as duas e tirar proveito de ambas.

Acredito que em algum dia da sua vida você já pensou em operar price action. Ter essa vontade, te leva a ter a necessidade de entender essas escolas também.

Usar análise técnica tem tudo a ver com análise gráfica e a Teoria de Dow.

Charles Henry Dow Autor da Teoria de Dow

Sobre o Autor da Teoria de Dow

Ele nasceu em Sterling, Connectcut, 06 de novembro de 1851, perdeu sua vida em 1902. Foi co-fundador da Dow Jones & Company junto com Edward Jones e Charles Bergstresser.

Charles Henry Dow, também fundou o “The Wall Street Journal. Esse jornal tornou-se uma das mais respeitável publicações sobre a economia do mundo.

Ele também inventou o famoso Dow Jones Averange. Ele desenvolveu uma série de princípios para entender e analisar o comportamento dos mercados. Posteriormente se tornou conhecida com a Teoria de Dow.

Nosso personagem e colega nunca concluiu o nível superior de instrução. Dai você entende que não há necessidade de níveis alto de estudo para se ter sucesso no mercado.

Charles Henry Dow era jornalista, e em 1887, chamou atenção de Wall Street para a análise técnica e a colocou em evidência.

Nessa época, esse jornalista começou a monitorar as ações. Depois de longos estudos, elaborou as primeiras estatísticas. Nesse momento do tempo e da história nosso personagem tinha 49 anos.

Ele descobriu que o mercado caminhava através de ciclos. Apurando e forçando sua visão ele percebe que os preços tinham e tem três tipos de tendências.

A mais velha, mais longa e mais forte ele chamou de “primária”. Também descobriu que essa tendência era subdividida em tendência de médio e curto prazo.

Essas tendências podiam ser observadas usando simplesmente uma linha unindo seus fundos para alta e, seus topos para baixa.

Aos cinquenta e um anos de idade, nosso amigo falece deixando para seus filhos a tarefa de organizar os seus escritos que estavam catalogados. Sua família aceita o desafio e apresenta ao mercado os princípios da teoria de Dow.

Detalhes da Teoria de Dow

Poucos sabem, mas essa teoria de Dow tem mais de 100 anos, sim ela é centenária.

Nosso amigo e colega de profissão, foi um dos americanos que mais se aprofundou nos estudos dos movimentos do mercado de ações.

Ele notou uma repetição nos movimentos contínuos e giratórios dos mercados. Charles Dow, notou uma confusão e viu que o mercado não andava aleatoriamente ao sabor do vento.

Mas viu e percebeu que ele se movia e tinha uma sequência ordenada. Desenvolveu dois princípios.

PRIMEIRO PRINCÍPIO

Esses princípios tem resistido ao teste do tempo. O primeiro princípio foi de que, o mercado nas tendências primárias de alta, era caracterizado por três movimentos ascendentes.

O primeiro movimento, ele atribuiu a um repique para o excesso de pessimismo sobre o preço do movimento primário de baixa precedente.

O segundo movimento de alta estava sintonizado com a melhora dos negócios e cenários de lucros.

O terceiro e último movimento era correspondente a uma sobretaxa no preço com relação ao seu próprio valor.

SEGUNDO PRINCÍPIO

Dow, determinou que em algum ponto de cada oscilação do mercado, fosse para cima ou para baixo, haveria um movimento na direção contrária.

Esse movimento cancelaria de três oitavos ou mais (38 a 61%) daquela oscilação. Dow não tinha conscientemente essas leis dentro da influência do fator humano.

O mercado é feito pelo homem e a continuidade ou repetição notada por Dow, necessariamente deriva dessa fonte.

Detalhes dos 6 Fundamentos da Teoria de Dow

Eu não sei se você já leu, mas a Teoria de Dow está fundamentada em 6 princípios básicos. Entender seu conceito é primordial para qualquer tipo de operador do mercado. O que vamos fazer agora é detalhar esses 6 fundamentos.

PARTE I – Fundamentos

1- OS PREÇOS DESCONTAM TUDO – Primeiro Fundamento

O atual estado do Dow Jones e nosso Ibovespa já reflete o consenso do mercado no que diz respeito a presente, passado e futuro. Isto, quer dizer que qualquer noticia é rapidamente incorporada aos preços atuais.

Dai você entende que é bobagem querer operar gráficos olhando noticias. Muitas vezes quando uma noticia positiva sai os preços cai. Você já ouviu falar sobre; “Sobe no boato e cai no fato”? O gráfico diz tudo.

Alguns acontecimentos, o  mercado não consegue prever como a catástrofe da natureza (e outros acontecimentos). Mas, mesmo assim ele se ajusta rapidamente e, desconta esses fenômenos sobre os preços.

Como mencionei acima, não faz sentido elaborar suas análises paralelas com noticias. No intraday sim, caso você opere essa modalidade deve ficar atento aos horários de eventos que possam mexer com o mercado.

É bom evitar de operar nesses horários e se precaver da volatilidade.

2- O MERCADO É COMPOSTO POR TRÊS TENDÊNCIAS – Segundo Fundamento

Charles H. Dow, conseguiu descobrir que uma tendência de alta se desenvolve quando ocorre aumento de níveis de preços e resulta em topos e fundo cada vez mais altos (ascendentes).

Numa tendência de baixa, esses topos e fundos seriam descendentes, com os vendedores desejosos de vender a níveis cada vez mais baixo.

Isto é tendência e eu sempre digo para meus alunos, seguir tendência é algo fantástico, pois tendência sempre existiu, existe e vai sempre existir – Dr. Carreira – Coach.

Ele, explica que tem três tipos de tendências; primária – secundária e terciária.

Clique para ampliar

Teoria-de-Dow Descubra Detalhes da Teoria de Dow, Você Não Pode Perder Essa!

3- TENDÊNCIA PRIMÁRIA – Terceiro Fundamento

A tendência primária tem três fases, era isso que Charles tinha em mente.

Essas três fases seriam; Acumulação – Distribuição e Participação Publica.

O Que Acontece na Primeira Fase de Acumulação

É um momento único, porém aquele que não confia no que faz acha que o mundo vai acabar, que o Brasil estava quebrado Petr4 a R$4,50 você comprou? Poucos compraram! Dr. Carreira – Coach.

Nesse momento ativos excelentes estão a preços de “banana”. Mas, a lembrança dos “circuits Breakers” estão vivos em sua memoria – Dr. Carreira – Coaqch.

Esse momento é aproveitado por investidores mais bem preparados, o mercado já assimilou todas as pancadas. Todos os dados ruins já foram incorporados aos preços e eles estão prontos para subir.

Nesse momento ocorre os sinais de acumulação de capital. Uma nova tendência se inicia, mas poucos percebem e ouvem o SINO A TOCAR.

A Segunda Fase Chama o Publico

Eu acho esse momento o mais lindo e forte do mercado é, onde a maior parte dos investidores entram na tendência que já é visível. Todos seguidores de tendência começam a cavalgá-la.

O mercado faz altas fortes e belíssimas e encorpora as novas e boas noticias.

A Terceira Fase Vem com a Distribuição e Euforia

A euforia chega quando todos falam sobre a alta do mercado, jornais, revistas e televisão vibram com as manchetes. Até engraxate, pessoas da classe pobre estão a falar dos ganhos da renda variáveis.

Isto, atrai os incautos com fome de riqueza (os famosos compradores de topos. A participação publica, aumenta a cada dia.

Como um relâmpago, os investidores que entraram na fase da acumulação começam a realizar seus lucros.

4-Os Índices e Médias Devem Confirmar-se – Quarto Fundamento

Charles Henry Dow, viveu em uma época em que, as industrias eram o único componente da economia. Hoje a parte de serviço já predomina.

Porém, faz todo sentido fazer a confirmação dos diferentes índices do Ibovespa que agregam diferente grupos de empresas.

Assim para uma tendência de alta ou de baixa ser confirmada todos os índice devem estar alinhados e caminhar juntos.

Cada setor da nossa economia tem um índice e, apesar de terem suas diferenças, todos dependem de fatores semelhantes para que um sustentável crescimento ocorra.

Um exemplo bem claro é; para que o Ibovespa esteja em uma tendência forte de alta é preciso que o índice de consumo ICON esteja em tendência de alta.

5-O Volume Precisa Estar Presente na Tendência – Quinto Fundamento

É bem fácil de entender esse fundamento, numa tendência de alta o volume precisa crescer na direção da tendência principal. Enquanto que numa correção o volume iria diminuindo.

A Teoria de Dow classifica volume como sendo secundário. Contudo, é importante para que novas tendências de preços sejam confirmadas.

Resumindo; o volume deve crescer com o tempo e na direção da tendência principal.

PS: Hoje você dispõe de indicadores para te mostrar a direção dos grandes investidores e te dá a chance de segui-los. Exemplo; OBV – A/D (Acumulação e distribuição.

6- Uma Tendência só Vai Mudar Com Sinais de Reversão

Esse princípio você deve comparar com umas das Leis fundamentais da física.

“Um corpo em movimento continuará em movimento até que outra força contrária seja exercida sobre ele.”

Muitos acham complexo esse princípio, mas você tem vários instrumentos e ferramentas para detectar o início e final de tendência – elas não duram para sempre e um dia terminam.

Em 2008, eu não tinha a experiência que tenho hoje, mas naquele ano o “sino tocou” e poucos ouviram. Tinha sinais gritante de me VENDAAAAAA! e a maioria estavam vendendo até a sogra para se entupir de Vale5.

Hoje eu tenho ferramentas poderosas para uma nova crise igual ou pior que a de 2008.

Mais Detalhes da Teoria de Dow

Como Charles Henry Dow afirmou, o mercado term três tripos de tendências a primaria é de longo prazo a secundária de médio prazo e a terciária de curso prazo.

A tendência de longo prazo dura vários anos e dá para ver no gráfico mensal, a de médio prazo, se estende por alguns meses. Essa você pode seguir no temporal semanal e curto prazo seria no diário e se estende por algumas semanas.

Robert Rhea, o grande analista técnico do mercado na década de 1930, comparou as três tendência de mercado com a maré, onda e marola.

Ele acreditava que você deva operar o mercado na direção da maré e tirar proveito das ondas, mas ignorar e desprezar as marolas.

A Teoria de Dow Sofre Críticas

Como todo método, estratégias e técnicas, a Teoria de Dow tinha suas deficiências e apesar de centenária não foi perdoada.

Os críticos, dizem que ela é muito atrasada e perde em torno de 20 a 25% dos movimentos. Eu particularmente não concordo. Aqueles que acham assim é porque querem operar 100% em cima da teoria.

Esse é um dos grandes erros da maioria daqueles que estão atrás de um setup (varinha mágica). Isto, não existe, você deve e precisa aprender a operar. Se não aprender, nenhum setup vai funcionar em sua mão.

O sinal dado pela teoria é realmente o romper da cabeça de um pivô, é verdade que isto pode custar caro. A regra é clara, quanto maior a segurança, mais caro você vai ter que pagar.

Para pagar mais barato vai ter que correr maiores risco e isto, é uma verdade. Correr riscos calculado precisa ter aprendizado.

Bom, para você que está lendo, deve ser meu seguidor, espero que tenha gostado dos detalhes da Teoria de Dow, ela não serve para operar, porém você deve tirar proveito daquilo que ela tem de bom.

Sempre, eu pego o que me é bom e, descarto aquilo que é ruim. O saldo que acumulo é de coisas boas fique com Deus e que Ele te abençoe ricamente e te ajude a ser um trader cada dia melhor.

“Não esqueça que, sem sonhos a vida não tem brilho. Sem metas os sonhos não tem alicerces. Sem prioridades os sonhos não se tornam reais”.

Se você gostou compartilhe com seus amigos – divida o seu pão e aprenda a ser grato, isto é um dom de Deus.

ARTIGOS RELACIONADOS;

Médias Móveis

Macd

Sobre Dr. Carreira

“Dr. Carreira é Mentor/Coach individual de traders e pessoas “comuns”.

Ajuda cada um a superar suas barreiras. Seu maior objetivo é amar a humanidade e ajudar milhares pessoas.

Caso você tenha uma dificuldade em ultrapassar alguma barreira, a hora é agora, conte comigo”!

Objetivo do Site

O objetivo dessa análise/artigo é te mostrar apenas sinais gráficos EDUCACIONAIS.

Ao mesmo tempo te encorajar a estudar sempre para ser um trader de sucesso.

Se você está gostando do que vem recebendo, COMPARTILHE em suas redes sociais.

Dr. Carreira – Coach

Deixa seu email para receber dicas e estudos falando sobre "O mercado e as Sacadas De Um Estrategista Milionário da Bolsa"

Mentoria & Coaching Emocional Para Traders - Gratuito!!! - Entre em contato - WhatsApp 19-99424-3278

Deixar uma resposta